Foi sem querer que nos aproximamos, cruzamos nosso caminho sem olhar o outro...

Virou rotina, sempre constante, talvez tenhamos pisado nos nossos próprios passos mas com o olhar sempre distante...

Foi sem querer que nossos encontros pareciam marcados porém, caminhávamos em rumos opostos, mergulhados em nossos próprios pensamentos e sem perceber que o tempo passava e nós também.

Foi sem querer que um dia eu estava triste e comecei a conversar com Deus.

Não houve reclame, apenas um diálogo mudo, onde ia despertando em mim o porque de tantos acontecimentos que cada dia entristecia mais o mundo. As pessoas eram estranhas, não havia sentimento de amizade e bem-querer através de gestos ou mesmo palavras.

E foi sem querer que um dia nosso olhar se encontrou. Sorrimos, mas continuamos nosso caminho, cada um para o seu lado em sua própria busca. Com este pequeno gesto, ou sorriso, senti dentro do meu ser algo diferente. Passei a perceber que existia mais pessoas a minha volta. Foi a partir deste dia que passamos a nos cumprimentar e sorrir.

Algo deixou de ser sem querer,quando ficamos perto um do outro. Levados por uma necessidade da própria natureza, a chuva começou a manifestar justamente quando iríamos nos encontrar. Foi com muito prazer que tivemos de correr e um abrigo procurar.

Tudo mudou, havia um motivo cada vez mais forte para naquela rua passar.

Amamos, passamos a andar na mesma direção e sentíamos felizes por muito tempo. Como nada é para sempre está sendo ainda sem querer que precisamos nos esquecer, afastar, pois nossos caminhos continuarão opostos.

E assim vamos seguindo... sentindo a presença do amor e da distancia evidente...

Só que agora queremos e precisamos esquecer que um dia você me encontrou, eu encontrei você, sem querer...

********
25.09.07


 

Clique na figura e
envie sua mensagem


 

Home

Voltar

Menu

E-mail

Criado em 10/02/2005 

 

Google
 
Web www.vida.amor.nom.br